Igreja

Postagem em destaque

Bom dia para todas as mães, no dia das Mães

Mãe é força que tudo aguenta, que tudo suporta por amor. É sublime conforto onde se aninham desesperos, desgostos, corações quebrados ...

Rádio GOTHMLP

domingo, 14 de maio de 2017

Bom dia para todas as mães, no dia das Mães

Mãe é força que tudo aguenta, que tudo suporta por amor. É sublime conforto onde se aninham desesperos, desgostos, corações quebrados ou apenas desencontrados.

Mãe é pilar seguro, colo de amor incondicional, sorriso e palavra que acalmam, que orientam. Para todas as mães, que na Terra representam o maravilhoso milagre da criação; que geram com o seu ventre e amam com o coração; um bom dia na data que por excelência as celebra: o Dia das M
ães!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Liturgia Diária

DIA 11 – QUINTA-FEIRA
  
4ª SEMANA DA PÁSCOA
(branco – ofício do dia)
Somos chamados a discernir o projeto de Deus nos acontecimentos da história e ser fiéis ao espírito de serviço que o Senhor propôs como atitude de vida.
Primeira Leitura: Atos 13,13-25

Leitura dos Atos dos Apóstolos – 13Paulo e seus companheiros embarcaram em Pafos e chegaram a Perge da Panfília. João deixou-os e voltou para Jerusalém. 14Eles, porém, partindo de Perge, chegaram a Antioquia da Pisídia. E, entrando na sinagoga em dia de sábado, sentaram-se. 15Depois da leitura da lei e dos profetas, os chefes da sinagoga mandaram dizer-lhes: “Irmãos, se vós tendes alguma palavra para encorajar o povo, podeis falar”. 16Paulo levantou-se, fez um sinal com a mão e disse: “Israelitas e vós que temeis a Deus, escutai! 17O Deus deste povo de Israel escolheu os nossos antepassados e fez deles um grande povo quando moravam como estrangeiros no Egito; e de lá os tirou com braço poderoso. 18E, durante mais ou menos quarenta anos, cercou-os de cuidados no deserto. 19Destruiu sete nações na terra de Canaã e passou para eles a posse do seu território 20por quatrocentos e cinquenta anos aproximadamente. Depois disso, concedeu-lhes juízes, até o profeta Samuel. 21Em seguida, eles pediram um rei e Deus concedeu-lhes Saul, filho de Cis, da tribo de Benjamim, que reinou durante quarenta anos. 22Em seguida, Deus fez surgir Davi como rei e assim testemunhou a seu respeito: ‘Encontrei Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que vai fazer em tudo a minha vontade’. 23Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um salvador, que é Jesus. 24Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. 25Estando para terminar sua missão, João declarou: ‘Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede, depois de mim vem aquele do qual nem mereço desamarrar as sandálias’”. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: 88(89)

Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor.
  1. Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor, / de geração em geração eu cantarei vossa verdade! / Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!” / E a vossa lealdade é tão firme como os céus. – R.
  2. “Encontrei e escolhi a Davi, meu servidor, / e o ungi, para ser rei, com meu óleo consagrado. / Estará sempre com ele minha mão onipotente, / e meu braço poderoso há de ser a sua força. – R.
  3. Não será surpreendido pela força do inimigo, / nem o filho da maldade poderá prejudicá-lo. / Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, / ferirei e abaterei todos aqueles que o odeiam. – R.
  4. Minha verdade e meu amor estarão sempre com ele, / sua força e seu poder por meu nome crescerão. / Ele, então, me invocará: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai, / sois meu Deus, sois meu rochedo onde encontro a salvação!’” – R.
Evangelho: João 13,16-20

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João – Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus lhes disse: 16“Em verdade, em verdade vos digo, o servo não está acima do seu senhor e o mensageiro não é maior que aquele que o enviou. 17Se sabeis isso e o puserdes em prática, sereis felizes. 18Eu não falo de vós todos. Eu conheço aqueles que escolhi, mas é preciso que se realize o que está na Escritura: ‘Aquele que come o meu pão levantou contra mim o calcanhar’. 19Desde agora vos digo isso, antes de acontecer, a fim de que, quando acontecer, creiais que eu sou. 20Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar me recebe a mim; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou”. – Palavra da salvação.
Reflexão:

Na comunidade de Jesus, não há lugar para prepotências, vaidades. Ele é o mestre e os discípulos não podem ser mais que ele, nem pretender outro caminho diferente do que ele seguiu. Ao lavar os pés dos apóstolos, Jesus deixou uma lição clara: é maior quem serve a todos. O próprio Jesus afirmou, em outra ocasião: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a própria vida em resgate por muitos” (Mc 10,45). O caminho que Jesus traçou para nós é o da fraternidade e do serviço, simbolizados na atitude de lavar os pés uns dos outros. Jesus faz dos apóstolos os mensageiros do Altíssimo. Quem os acolher, estará acolhendo Cristo e o Pai.
(Dia a dia com o Evangelho 2017 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp)

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Lajes Pintadas/RN: Terço da Divina Misericórdia de Jesus


Nesta quarta-feira às 15hs, na Igreja de São Francisco de Assis.
Pratique sua fé, participe conosco!
 

Lajes Pintadas/RN: Liturgia Diária

2ª SEMANA DA PÁSCOA
(branco – ofício do dia)
Jesus veio para salvar a humanidade e libertar das trevas os infelizes que gritam a Deus. A boa notícia da ressurreição é anunciada e proclamada com amor e insistência.
Primeira Leitura: Atos 5,17-26

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 17levantaram-se o sumo sacerdote e todos os do seu partido – isto é, o partido dos saduceus – cheios de raiva 18e mandaram prender os apóstolos e lançá-los na cadeia pública. 19Porém, durante a noite, o anjo do Senhor abriu as portas da prisão e os fez sair, dizendo: 20“Ide falar ao povo, no templo, sobre tudo o que se refere a este modo de viver”. 21Eles obedeceram e, ao amanhecer, entraram no templo e começaram a ensinar. O sumo sacerdote chegou com os seus partidários e convocou o sinédrio e o conselho formado pelas pessoas importantes do povo de Israel. Então mandaram buscar os apóstolos à prisão. 22Mas, ao chegarem à prisão, os servos não os encontraram e voltaram, dizendo: 23“Encontramos a prisão fechada, com toda segurança, e os guardas estavam a postos na frente da porta. Mas, quando abrimos a porta, não encontramos ninguém lá dentro”. 24Ao ouvirem essa notícia, o chefe da guarda do templo e os sumos sacerdotes não sabiam o que pensar e perguntavam-se o que poderia ter acontecido. 25Chegou alguém que lhes disse: “Os homens que vós colocastes na prisão estão no templo ensinando o povo!” 26Então o chefe da guarda do templo saiu com os guardas e trouxe os apóstolos, mas sem violência, porque eles tinham medo que o povo os atacasse com pedras. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: 33(34)

Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.
  1. Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, / seu louvor estará sempre em minha boca. / Minha alma se gloria no Senhor; / que ouçam os humildes e se alegrem! – R.
  2. Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome! / Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu / e de todos os temores me livrou. – R.
  3. Contemplai a sua face e alegrai-vos, / e vosso rosto não se cubra de vergonha! / Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda angústia. – R.
  4. O anjo do Senhor vem acampar / ao redor dos que o temem e os salva. / Provai e vede quão suave é o Senhor! / Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! – R.
Evangelho: João 3,16-21

Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João – 16Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna. 17De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele. 18Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho unigênito. 19Ora, o julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más. 20Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam denunciadas. 21Mas quem age conforme a verdade aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus. – Palavra da salvação.
Reflexão:

Este breve trecho pode ser considerado o resumo do quarto Evangelho: “Deus amou de tal modo o mundo, que enviou seu Filho único para que sejamos salvos por ele”. Toda a história da salvação está direcionada também para este ponto: por supremo ato de amor, Deus nos envia seu Filho, que em atitude de extremo amor morre por nós na cruz. Diante de Jesus, cuja vida é totalmente doada em favor da humanidade, as pessoas precisam tomar posição. Ou escolhem a luz e a vida, colocando-se a favor de Jesus. Ou, pelo contrário, escolhem as trevas, e se posicionam contra Jesus. Através de nosso testemunho cristão, Jesus quer continuar sendo luz que aponta, para o mundo todo, o caminho da salvação.
(Dia a dia com o Evangelho 2016 – Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp