Igreja

Rádio GOTHMLP

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Evangelho Diário



Santo do dia: São Filomeno, mártir; Beatos Dionísio da Natividade Berthelot, presbítero, e Redimido pela Cruz Rodríguez, religioso, mártires
Cor litúrgica: verde
Evangelho de hoje: São Lucas 21, 29-33
Primeira Daniel 7, 2-14
Leitura da profecia de Daniel:

Eu, Daniel, 2'Tive uma visão durante a noite; eis que os quatro ventos do céu revolviam o vasto mar, 3e quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, emergiam do mar. 4O primeiro era semelhante a um leão, e tinha asas de águia; ainda estava olhando, quando lhe foram arrancadas as asas; ele foi erguido da terra e posto de pé como um homem, e foi-lhe dado um coração de homem. 5Eis que surgiu outro animal, o segundo, semelhante a um urso, que estava erguido pela metade e tinha três costelas nas fauces entre os dentes; ouvia-se dizer: 'Vamos, come mais carne.` 6Continuei a olhar, e eis que assomou outro animal, semelhante a um leopardo; tinha no dorso quatro asas de ave, e havia no animal quatro cabeças. E foi-lhe dado poder. 7Depois, eu insistia em minha visão noturna, e eis que apareceu o quarto animal, terrível, estranho e extremamente forte; com suas dentuças de ferro, tudo devorava e triturava, calcando aos pés o que sobrava; era bem diferente dos outros animais que eu vi antes, e tinha dez chifres. 8Eu observava estes chifres, e eis que apontou entre eles outro chifre pequeno, e, em compensação, foram arrancados três dos primeiros chifres; e eis que neste chifre pequeno havia uns olhos como olhos de homem e uma boca que fazia ouvir uma fala muito forte. 9Eu continuava olhando até que foram colocados uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como ló pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa. 10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal e os livros foram abertos. 11Eu estava olhando para o lado das palavras fortes que o mencionado chifre fazia ouvir, quando percebi que o animal tinha sido morto, e vi que seu corpo fora feito em pedaços e tinha sido entregue ao fogo para queimar; 12percebi também que aos restantes animais foi-lhes tirado o poder, sendo-lhes prolongada a vida por certo tempo. 13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus
Salmo Dn 3

- Montes e colinas, bendizei o Senhor! Plantas da terra, bendizei o Senhor! Mares e rios, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

- Fontes nascentes, bendizei o Senhor! Baleias e peixes, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

- Pássaros do céu, bendizei o Senhor! Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 29-33

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Levantai vossa cabeça e olhai, pois a vossa redenção se aproxima! (Lc 21, 28)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Luca:

Naquele tempo: 29Jesus contou-lhes uma parábola: 'Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia: Beato John Henry Newman (1801-1890)
Presbítero, Fundador do Oratório em Inglaterra
«The Invisible World» » PPS, t. 4, n°13


«Reparai na figueira»
 

A terra que vemos não nos satisfaz. É apenas um começo. Não é mais do que uma promessa dum porvir; nem mesmo na sua maior alegria, quando se cobre de todas as suas flores e mostra os seus tesouros escondidos da forma mais atractiva, mesmo então isso não nos basta. Sabemos que há nela muito mais coisas do que as que conseguimos ver. Um mundo de santos e de anjos, um mundo glorioso, o palácio de Deus, a montanha do Senhor Sabaoth, a Jerusalém celeste, o trono de Deus e de Cristo: todas essas maravilhas eternas, preciosíssimas, misteriosas e incompreensíveis se escondem por detrás do que vemos. O que vemos não é senão a camada exterior do reino eterno e é nesse reino que fixamos os olhos da nossa fé.

Mostra-Te, Senhor, como no tempo da tua natividade, em que os anjos visitaram os pastores; que a tua glória se expanda como as flores e a folhagem se desenvolvem nas árvores. Pelo teu poder, transforma o mundo visível nesse mundo mais divino que ainda não vemos. Que aquilo que vemos seja transformado naquilo em que cremos. Por mais brilhantes que sejam o sol, o céu, as nuvens, por mais verdejantes que sejam as folhas e os campos, por mais doces que sejam os cantos dos pássaros, sabemos que isso não é tudo e que não queremos tomar a parte pelo todo. Essas coisas procedem dum centro de amor e de bondade que é o próprio Deus, mas não são a sua plenitude. Falam do céu, mas não são o céu. São apenas, de certa forma, raios dispersos, um ténue reflexo da sua imagem; são apenas migalhas que caem da mesa.

Nesta sexta-feira começa a programação religiosa da festa de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira da Comunidade Boqueirão

Tem início nesta sexta-feira, 19 de novembro, a programação religiosa dos festejos de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira da comunidade Boqueirão, em Lajes Pintadas-RN. Tema deste ano: Maria, exemplo de fé, consagrada ao serviço do senhor.





Abertura:

04h00 – Alvorada festiva na capela

06h00 – Café comunitário

18h00 – Procissão da bandeira da padroeira, saindo da residência de Zé Gomes (Beatriz), em Lajes Pintadas.

19h00 – Celebração da Palavra

Celebrante: Diácono Cicero


Noite dedicada: a cidade de Lajes Pintadas-RN e todas as pastorais da igreja de São Francisco, afilhados/as de Nossa Senhora e todos os devotos da imaculada.




















Um passeio pelo centro da comunidade Boqueirão em Lajes Pintadas -RN.
Fonte: Diário Lajespintadense

[Clique nas imagens para ampliá-las]

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Evangelho Diário

Santo do dia: Nossa Senhora das Graças; São Virgílio, Bispo; Beatos Tomás Koteda Kiuni e companheiros, mártires
Cor litúrgica: verde
Evangelho do dia: São Lucas 21, 12-19
Primeira leitura: Daniel 5, 1-6.13-14.16-17.23-28
Leitura da profecia de Daniel:

Naqueles dias: O rei Baltasar ofereceu um grande banquete aos mil dignitários de sua corte, tomando vinho em companhia deles. 2Já embriagado, Baltasar mandou trazer os vasos de ouro e prata, que seu pai Nabucodonosor tinha tirado do templo de Jerusalém, para beberem deles o rei e os grandes do reino, suas mulheres e concubinas. 3Foram, pois, trazidos os vasos de ouro e prata, retirados do templo de Jerusalém, e deles se serviram o rei e os grandes do reino, suas mulheres e concubinas; 4bebiam vinho e engrandeciam seus deuses de ouro e prata, de bronze e ferro, de madeira e pedra. 5Naquele mesmo instante, apareceram dedos de mão humana que iam escrevendo, diante do candelabro, sobre a superfície da parede do palácio, e o rei via os dedos da mão que escrevia. 6Alterou-se o semblante do rei, confundiram-se suas idéias e ele sentiu vacilarem os ossos dos quadris e tremerem os joelhos. 13Então Daniel foi introduzido à presença do rei, e este lhe disse: 'És tu Daniel, um dos cativos de Judá, trazidos de Judá pelo rei, meu pai? 14Ouvi dizer que possuis o espírito dos deuses, e que em ti se acham ciência, entendimento e sabedoria em grau superior. 16Ora, ouvi dizer também que sabes decifrar coisas obscuras e deslindar assuntos complicados; se, portanto, conseguires ler o escrito e dar-me sua interpretação, tu te vestirás de púrpura, e levarás ao pescoço um colar de ouro, e serás o terceiro homem do reino.' 17Em resposta, disse Daniel perante o rei: 'Fiquem contigo teus presentes e presenteia um outro com tuas honrarias; contudo, vou ler, ó rei, o escrito e fazer-te a interpretação. 23Tu te levantaste contra o Senhor do céu; os vasos de sua casa foram trazidos à tua presença e deles bebestes vinho, tu e os grandes do reino, suas mulheres e concubinas; ao mesmo tempo, celebravas os deuses de prata e ouro, de bronze e ferro, de madeira e pedra, deuses que não vêem nem ouvem, e nada entendem, - e ao Deus, que tem em suas mãos tua vida e teu destino, não soubeste glorificar. 24Por isso, foram mandados por ele os dedos da mão, que fez este escrito. 25Assim se lê o escrito que foi traçado: mâne, técel, pársin. 26E esta é a explicação das palavras: mâne: Deus contou os dias de teu reinado e deu-o por concluído; 27técel: foste pesado na balança, e achado com menos peso; 28pársin: teu reino foi dividido e entregue aos medos e persas.'

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus
Salmo Dn 3

- Lua e sol, bedizei o Senhor! Astros e estrelas, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

- Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor! Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

- Fogo e calor, bendizei o Senhor! Frio e ardor, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 12-19

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Permanecei fiel até a morte, e a coroa da vida eu te darei! (Ap 2, 10)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12Antes que estas coisas aconteçam, sereis presos e perseguidos; sereis entregues às sinagogas e postos na prisão; sereis levados diante de reis e governadores por causa do meu nome. 13Esta será a ocasião em que testemunhareis a vossa fé. 14Fazei o firme propósito de não planejar com antecedência a própria defesa; 15porque eu vos darei palavras tão acertadas, que nenhum dos inimigos vos poderá resistir ou rebater. 16Sereis entregues até mesmo pelos próprios pais, irmãos, parentes e amigos. E eles matarão alguns de vós. 17Todos vos odiarão por causa do meu nome. 18Mas vós não perdereis um só fio de cabelo da vossa cabeça. 19É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida!

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor 
Comentário do dia: Santa Teresa de Ávila (1515-1582)
Carmelita, Doutora da Igreja 

Pensamentos sobre o amor de Deus, cap. 3, 4-6 LN/C
 

«Gravai, pois, no vosso coração, que não vos deveis preocupar com a vossa defesa»
 

Ó amor poderoso de Deus! É bem verdade que nada é impossível àquele que ama. Feliz o que frui dessa paz por parte do seu Deus, que domina todos os sofrimentos e perigos do mundo. Não teme perigo algum, se serve a tal Senhor, e tem toda a razão. Tenho para mim que as pessoas de seu natural temerosas e pouco corajosas […], mesmo quando se elevam até esse estado de que falo, ficam assustadas na sua fraca natureza. Há, portanto, que ter cuidado, pois essa fragilidade natural poderá fazer-nos perder uma coroa magnífica. Quando sentirdes, minhas filhas, esses assaltos de temor, recorrei à fé e à humildade; e, fortificadas pela convicção de que nada é impossível a Deus (Lc 1,37), começai a vossa tarefa. Ele deu fortaleza a muitas jovens santas, de tal forma que se tornaram  capazes de suportar todas as tribulações a que se tinham proposto sofrer por Ele!

O que Ele nos pede é uma determinação que faça dele o Senhor do nosso livre arbítrio, pois dos nossos esforços não tem Ele precisão alguma. Pelo contrário, a Nosso Senhor agrada fazer brilhar as suas maravilhas nas criaturas mais fracas, pois assim com mais facilidade manifesta o seu poder e satisfaz o desejo de nos conceder dons […].

Deixai de lado as objecções da razão, e desprezai essa vossa fraqueza. Ela aumentará se parardes para reflectir se sereis capazes ou não […]. Também não é altura para pensardes nos pecados cometidos, deixai-os de lado. Tal humildade é agora inadmissível, é completamente despropositada. Ficai certas de que o Senhor jamais abandona aqueles que O amam e que se expõem a riscos só por Ele.

Capela de Nossa Senhora da Conceição da comunidade Boqueirão recebe nova pintura nas cores padrão



Tendo em vista o início dos festejos da programação religiosa de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira da comunidade Boqueirão em Lajes Pintadas - RN.

A capela esta semana recebeu como nos anos anteriores um pintura nova. O templo que foi erguido em homenagem à padroeira, em 1935 pelo fundador da comunidade o saudoso Francisco Jerônimo Gomes, ainda hoje tem sua estrutura original.

A programação religiosa começa nesta sexta-feira dia 29 de novembro, e segue até o dia 08 de Dezembro.
A parte social acontece dia 07 de Dezembro, com as seguintes atrações: Pebinha dos Teclados e Forró DI Torar.

Fonte: Blog O DIÁRIO LAJESPINTADENSE

terça-feira, 26 de novembro de 2013

CNBB promove Campanha para a Evangelização

Brasília (Segunda-feira, 25-11-2013, Gaudium Press) Em sintonia com a Solenidade de Cristo Rei, a Campanha para a Evangelização (CE) 2013, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), iniciou neste domingo, 24.

evangeli_ja.jpg
De acordo com o Secretário-Executivo da CE 2013, Padre Luiz Carlos Dias, a campanha "busca atender as estruturas eclesiais que estão a serviço da missão evangelizadora".

A Campanha para a Evangelização foi criada pelos bispos em 1997 e realizada pela primeira vez em 1998, com o objetivo de despertar nos fiéis o compromisso evangelizador e a responsabilidade pela sustentação das atividades pastorais da Igreja no Brasil.
O presidente da Comissão Episcopal da Campanha para a Evangelização, Dom Murilo Krieger, afirmou que o lema da edição deste ano, "Eu vos anuncio uma grande alegria!", será marcado pela alegria.

"Queremos que a CE de 2013 seja marcada pela alegria, que nasce do dom que o Pai nos faz de Seu Filho Jesus no Natal; alegria pelo privilégio de termos sido chamados para ser evangelizadores. Por isso, escolhemos como lema da CE de 2013 o anúncio dos anjos aos pastores de Belém", explicou.
A Campanha se estende até o 3º domingo do Advento, dia 15 de dezembro, quando será realizada a Coleta Nacional nas paróquias e comunidades do Brasil. (LMI)

Da redação, com informações CNBB

Evangelho Diário

Santo do dia: São Nicon, monge; Beato Tiago Alberione, presbítero
Cor litúrgica: verde
Evangelho de hoje: São Lucas 21, 5-11
Primeira leitura: Daniel 2, 31-45
Leitura da profecia de Daniel:

Naqueles dias, disse Daniel a Nabucodonosor: 31Tu, ó rei, olhavas, e pareceu-te ver uma estátua grande, muito alta, erguida à tua frente, de aspecto aterrador. 32A cabeça da estátua era de ouro fino, peito e braços eram de prata, ventre e coxas, de bronze; 33sendo as pernas de ferro, e os pés, parte de ferro e parte de barro. 34Estavas olhando, quando uma pedra, sem ser empurrada por ninguém, se desprendeu de algum lugar, e veio bater na estátua, em seus pés de ferro e barro, fazendo-os em pedaços; 35então, a um só tempo, despedaçaram-se ferro, barro, bronze, prata e ouro, tudo ficando como a palha miúda das eiras, no verão, que o vento varre sem deixar vestígios; mas a pedra que atingira a estátua transformou-se num grande monte e encheu toda a terra. 36Este foi o sonho; vou dar também a interpretação, ó rei, em tua presença. 37Tu és um grande rei, e o Deus do céu te deu a realeza, o poder, a autoridade e a glória; 38ele entregou em tuas mãos os filhos dos homens, os animais do campo e as aves do céu, onde quer que habitem, e te constituiu senhor de todos eles: tu és a cabeça de ouro. 39Depois de ti, surgirá outro reino, que é inferior ao teu, e ainda um terceiro, que será de bronze, e dominará toda a terra. 40O quarto reino será forte como ferro; e assim como o ferro tudo esmaga e domina, do mesmo modo, à semelhança do ferro, ele esmagará e destruirá todos aqueles reinos. 41Viste os pés e dedos dos pés, parte de barro e parte de ferro, porque o reino será dividido; terá a força do ferro, conforme viste o ferro misturado com barro cozido. 42Viste também que os dedos dos pés eram parte de ferro e parte de barro, porque o reino em parte será sólido e em parte quebradiço. 43Quanto ao ferro misturado com barro cozido, haverá de certo ligações por via de casamentos, mas sem coesão entre as partes, assim como o ferro não faz liga com o barro. 44No tempo desses reinos, o Deus do céu suscitará um reino que nunca será destruído, um reino que não passará a outro povo; antes, esmagará e aniquilará todos esses reinos, e ele permanecerá para sempre. 45Quanto à pedra que, sem ser tocada por mãos, se desprendeu do monte e despedaçou o barro cozido, o ferro, o bronze, a prata e o ouro, o grande Deus faz saber ao rei o que acontecerá depois, no futuro. O sonho é verdadeiro, e sua interpretação, fiel'.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus
Salmo Dn 3

- Obras do Senhor, bendizei o Senhor! Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim! Céus do Senhor, bendizei o Senhor! Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

- Águas do alto céu, bendizei o Senhor! Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
R: Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 5-11

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Permanece fiel até a morte e a coroa da vida eu te darei! (Ap 2, 10)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 5Algumas pessoas comentavam a respeito do Templo que era enfeitado com belas pedras e com ofertas votivas. Jesus disse: 6'Vós admirais estas coisas? Dias virão em que não ficará pedra sobre pedra. Tudo será destruído.' 7Mas eles perguntaram: 'Mestre, quando acontecerá isto? E qual vai ser o sinal de que estas coisas estão para acontecer? 8Jesus respondeu: 'Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: 'Sou eu!' - e ainda: 'O tempo está próximo.' Não sigais essa gente! 9Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim.' 10E Jesus continuou: 'Um povo se levantará contra outro povo, um país atacará outro país. 11Haverá grandes terremotos, fomes e pestes em muitos lugares; acontecerão coisas pavorosas e grandes sinais serão vistos no céu.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia: Papa Francisco 
Audiência geral de 26/06/2013

«“Destruí este Templo, em três dias erguê-lo-ei”. […] Ele falava do templo do seu corpo»
O antigo Templo foi edificado pelas mãos dos homens, que desejavam «dar uma casa» a Deus, para terem um sinal visível da sua presença no meio do povo. Mediante a Encarnação do Filho de Deus cumpre-se a profecia de Natã ao rei David (2Sam 7,1-29): não é o rei, não somos nós que «damos uma casa a Deus», mas é o próprio Deus que «constrói a sua casa» para vir habitar no meio de nós, como escreve São João no seu Evangelho (1,14). Cristo é o Templo vivo do Pai, e é o próprio Cristo que edifica a sua «casa espiritual», a Igreja, feita não de pedras materiais, mas de «pedras vivas» (1Ped 2,5), que somos nós mesmos.

O apóstolo Paulo diz aos cristãos de Éfeso: vós sois «edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo por pedra angular o próprio Cristo Jesus. É nele que todo o edifício, harmonicamente disposto, se levanta até formar um templo santo no Senhor. É nele que também vós entrais conjuntamente, pelo Espírito, na estrutura do edifício que se transforma na morada de Deus» (Ef 2,20-22). Isto é bonito! Nós somos as pedras vivas do edifício de Deus, profundamente unidas a Cristo, que é a pedra fundamental, e também de apoio entre nós. O que significa isto? Quer dizer que o Templo somos nós mesmos, nós somos a Igreja viva, o Templo vivo, e quando estamos unidos, entre nós está também o Espírito Santo, que nos ajuda a crescer como Igreja. Nós não estamos isolados, mas somos Povo de Deus: esta é a Igreja!
    
Então, gostaria que nos interrogássemos: como vivemos o nosso ser Igreja? Somos pedras vivas ou, por assim dizer, pedras cansadas, entediadas, indiferentes? Vistes como é desagradável ver um cristão cansado, entediado e indiferente? Um cristão assim não está bem, o cristão deve ser vivo, sentir-se feliz por ser cristão; deve viver esta beleza de fazer parte do Povo de Deus, que é a Igreja.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Evangelho Diário

Santo do dia: Santa Catarina de Alexandria, virgem e mártir; São Pedro Yi Ho-Yong, mártir; Beata Beatriz de Ornacieux, virgem
Cor litúrgica: verde
Evangelho de hoje: São Lucas 21, 1-4
Primeira leitura: Daniel 1, 1-6.8-20
Início da profecia de Daniel:

1No terceiro ano do reinado de Joaquim, rei de Judá, Nabucodonosor, rei da Babilônia, avançou sobre Jerusalém e pôs-lhe cerco; 2o Senhor entregou em suas mãos Joaquim, rei de Judá, e parte dos vasos da casa de Deus, e ele os levou para a terra de Senaar, para o templo de seus deuses, depositando os vasos no tesouro dos deuses. 3Então o rei ordenou ao chefe dos eunucos, Asfenez, para que trouxesse, dentre os filhos de Israel, alguns jovens de estirpe real ou de família nobre, 4sem defeito físico e de boa aparência, preparados com boa educação, experientes em alguma ciência e instruídos, e que pudessem estar no palácio real, onde lhes deveriam ser ensinadas as letras e a língua dos caldeus. 5O rei fixou-lhes uma ração diária da comida e do vinho de sua mesa, de tal modo que, assim alimentados e educados durante três anos, eles pudessem no fim entrar para o seu serviço. 6Havia, entre esses moços, filhos de Judá, Daniel, Ananias, Misael e Azarias. 8Ora, Daniel decidiu secretamente não comer nem beber da mesa do rei por convicções religiosas, e pediu ao chefe dos eunucos que o deixasse abster-se para não se contaminar. 9Deus concedera que Daniel obtivesse simpatia e benevolência por parte do mordomo. Este disse-lhes: 'Tenho medo do rei, meu Senhor, que determinou alimentação e bebida para todos vós; 10se vier a perceber em vós um aspecto mais abatido que o dos outros moços da vossa idade, estareis condenando minha cabeça perante o rei'. 11Mas disse Daniel ao guarda que o chefe dos eunucos tinha designado para tomar conta dele, de Ananias, Misael e Azarias: 12'Por favor, faze uma experiência com estes teus criados por dez dias, e nos sejam dados legumes para comer e água para beber; 13e que à tua frente seja examinada nossa aparência e a dos jovens que comem da mesa do rei, e, conforme achares, assim resolverás com estes teus criados'. 14O homem, depois de ouvir esta proposta, experimentou-os por dez dias. 15Depois desses dez dias, eles apareceram com melhor aspecto e mais robustos do que todos os outros jovens que se alimentavam com a comida do rei. 16O guarda, desde então, retirava a comida e bebida deles para dar-lhes legumes. 17A esses quatro jovens Deus concedeu inteligência e conhecimento das letras e das ciências, e a Daniel, o dom da interpretação de todos os sonhos e visões. 18Terminado, pois, o prazo que o rei tinha fixado para a apresentação dos jovens, foram estes trazidos à presença de Nabucodonosor pelo chefe dos eunucos. 19Depois de o rei lhes ter falado, não se achou ninguém, dentre todos os presentes, que se igualasse a Daniel, Ananias, Misael e Azarias. E passaram à companhia do rei. 20Em todas as questões de sabedoria e entendimento que lhes dirigisse, achava o rei neles dez vezes mais valor do que em todos os adivinhos e magos que havia em todo o reino.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo Dn 3

- Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. A vós louvor, honra e glória eternamente! Sede bendito, nome santo e glorioso. A vós louvor, honra e glória eternamente!
R: A vós louvor, honra e glória eternamente!

- No templo santo onde refulge a vossa glória. A vós louvor, honra e glória e eternamente! E em vosso trono de poder vitorioso. A vós louvor, honra e glória eternamente!
R: A vós louvor, honra e glória eternamente!

- Sede bendito, que sondais as profundezas. A vós louvor, honra e glória eternamente! E superior aos querubins vos assentais. A vós louvor, honra e glória eternamente!
R: A vós louvor, honra e glória eternamente!

- Sede bendito no celeste firmamento. A vós louvor, honra e glória eternamente! Obras todas do Senhor, glorificai-o. A ele louvor, honra e glória eternamente!
R: A vós louvor, honra e glória eternamente!
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21, 1-4

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Vigiai, diz Jesus, vigiai, pois, no dia em que não esperais, o vosso Senhor há de vir (Mt 24, 42.44)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 1Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas depositando ofertas no tesouro do Templo. 2Viu também uma pobre viúva que depositou duas pequenas moedas. 3Diante disto, ele disse: 'Em verdade vos digo que essa pobre viúva ofertou mais do que todos. 4Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus, aquilo que lhes sobrava. Mas a viúva, na sua pobreza, ofertou tudo quanto tinha para viver.'

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A porta de Jesus é estreita

Ser cristão é viver e testemunhar a Fé na oração, nas obras de caridade, na promoção da justiça e na realização do bem. Toda a nossa vida deve passar pela porta estreita, que é Cristo.

O Evangelho de hoje convida-nos a meditar sobre o tema da salvação. Jesus sobe da Galileia rumo à cidade de Jerusalém e, ao longo do caminho, alguém - narra o Evangelista Lucas - aproxima-se d'Ele e pergunta-Lhe: "Senhor, são poucos os homens que se salvam?" (13, 23).
Jesus não responde de maneira direta à pergunta: não é importante saber quantos se salvam, mas é importante saber sobretudo qual é o caminho da salvação. Eis, então, que a esta pergunta Jesus responde dizendo: "Procurai entrar pela porta estreita; porque, digo-vos, muitos procurarão entrar e não conseguirão" (v.24).
O que Jesus quer dizer? Qual é a porta pela qual devemos entrar? E por que Jesus fala de uma porta estreita?

Jesus está à tua espera para te perdoar
A imagem da porta volta várias vezes no Evangelho e evoca a porta da casa, do lar, onde encontramos segurança, amor e calor. Jesus diz-nos que existe uma porta que nos faz entrar na família de Deus, no calor da casa de Deus, da comunhão com Ele. Esta porta é o próprio Jesus (cf. Jo 10, 9). Ele é a porta.
É a passagem para a salvação. É Ele que nos conduz ao Pai. E a porta que é Jesus nunca está fechada; esta porta nunca está fechada, mas permanece aberta sempre, e para todos, sem distinções, sem exclusões nem privilégios. Porque, sabeis, Jesus não exclui ninguém.
Alguém dentre vós talvez me possa dizer: "Mas Padre, eu certamente estou excluído, porque sou um grande pecador: fiz muitas coisas feias na vida". Não, não estás excluído! Precisamente por isso tu és o preferido, porque Jesus prefere sempre o pecador, para o perdoar, para o amar.
Jesus está à tua espera para te abraçar, para te perdoar: Ele está à tua espera. Coragem, anima-te para entrares pela sua porta. Todos estão convidados a passar por esta porta, a cruzar a porta da fé, a entrar na sua vida e a fazê-Lo entrar na nossa vida, para que Ele a transforme, renove e infunda a alegria plena e duradoura.

Tenhamos a humildade de acolher a sua misericórdia
Nos dias de hoje passamos diante de muitas portas que convidam a entrar, prometendo uma felicidade que depois observamos que dura apenas um instante, que se esgota em si mesma e não tem futuro. Mas eu pergunto-vos: por qual porta queremos entrar? E quem desejamos fazer entrar pela porta da nossa vida?

Gostaria de dizer vigorosamente: não tenhamos medo de passar pela porta da fé em Jesus, de deixar que Ele entre cada vez mais na nossa vida, de sair dos nossos egoísmos, dos nossos limites e das nossas indiferenças em relação ao próximo. Porque Jesus ilumina a nossa vida com uma luz que jamais se apaga. Não é um fogo de artifício, nem um flash! Não, é uma luz suave, que dura sempre e nos dá a paz. Esta é a luz que encontraremos, se entrarmos pela porta de Jesus.

Sem dúvida, a porta de Jesus é estreita, mas não porque é uma sala de tortura. Não, não por isso! Mas porque nos pede para abrir o nosso coração a Ele, que nos reconheçamos pecadores, necessitados da sua salvação, do seu perdão, do seu amor, que tenhamos a humildade de acolher a sua misericórdia e de nos deixarmos renovar por Ele.

No Evangelho, Jesus diz-nos que ser cristão não é ter uma "etiqueta"! Pergunto-vos: vós sois cristãos de etiqueta, ou de verdade? E cada um responda dentro de si! Não cristãos, nunca cristãos de etiqueta! Cristãos de verdade, de coração. Ser cristão é viver e testemunhar a fé na oração, nas obras de caridade, na promoção da justiça e na realização do bem. Toda a nossa vida deve passar pela porta estreita, que é Cristo.
À Virgem Maria, Porta do Céu, peçamos que nos ajude a cruzar a porta da fé, a deixar que o seu Filho transforme a nossa existência, como transformou a sua, para anunciar a todos a alegria do Evangelho.
 Ângelus, 25/8/2013

Evangelho Diário

Santo do dia: Santa Cecília, virgem e mártir; São Benigno de Milão, Bispo
Cor litúrgica: vermelho
Evangelho do dia: São Lucas 19, 45-48
Primeira leitura: Macabeus 4, 36-37.52-59
Leitura do primeira livro dos Macabeus:

36Naqueles dias, Judas e seus irmãos disseram: 'Nossos inimigos foram esmagados. Vamos purificar o lugar santo e reconsagrá-lo'. 37Todo o exército então se reuniu e subiu ao monte Sião. 52No vigésimo quinto dia do nono mês, chamado Casleu, do ano cento e quarenta e oito, levantaram-se ao romper da aurora, 53e ofereceram um sacrifício conforme a Lei, sobre o novo altar dos holocaustos que haviam construído. 54O altar foi novamente consagrado ao som de cânticos, acompanhados de cítaras, harpas e címbalos, na mesma época do ano e no mesmo dia em que os pagãos o haviam profanado. 55Todo o povo prostrou-se com o rosto em terra para adorar e louvar a Deus que lhes tinha dado um feliz triunfo. 56Durante oito dias celebraram a dedicação do altar, oferecendo com alegria holocaustos e sacrifícios de comunhão e de louvor. 57Ornaram com coroas de ouro e pequenos escudos a fachada do templo. Reconstruíram as entradas e os alojamentos, nos quais colocaram portas. 58Grande alegria tomou conta do povo, pois fora reparado o ultraje infligido pelos pagãos. 59De comum acordo com os irmãos e toda a assembléia de Israel, Judas determinou que os dias da dedicação do altar fossem celebrados anualmente com alegres festejos, no tempo exato, durante oito dias, a partir do dia vinte e cinco do mês de Casleu.

- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo 1 Cr 29

- Bendito sejais vós, ó Senhor Deus, Senhor Deus de Israel, o nosso pai. desde sempre e por toda a eternidade!
R: Queremos celebrar o vosso nome glorioso.

- A Vós pertencem a grandeza e o poder toda a glória, esplendor e majestade, pois tudo é vosso: o que há no céu e sobre a terra!
R: Queremos celebrar o vosso nome glorioso.

- A vós, Senhor, também pertence a realeza, pois sobre a terra, como rei, vos elevais! Toda glória e riqueza vêm de vós!
R: Queremos celebrar o vosso nome glorioso.

- Sois o Senhor e dominais o universo, em vossa mão se encontra a força e o poder, em vossa mão tudo se afirma e tudo cresce!
R: Queremos celebrar o vosso nome glorioso.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 19, 45-48

- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem (Jo 10, 27)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas:

Naquele tempo: 45Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. 46E disse: 'Está escrito: 'Minha casa será casa de oração'. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões.' 47Jesus ensinava todos os dias no Templo. Os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os notáveis do povo procuravam modo de matá-lo. 48Mas não sabiam o que fazer, porque o povo todo ficava fascinado quando ouvia Jesus falar.

- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor
Comentário do dia: Papa Francisco 
Audiência geral de 26/06/2013 (trad. © copyright Libreria Editrice Vaticana rev.)

Todo o povo, ao ouvi-Lo, ficava suspenso dos seus lábios
Hoje, gostaria de fazer uma breve referência a mais uma imagem que nos ajuda a explicar o mistério da Igreja: a do templo («Lumen gentium», 6). […] Em Jerusalém, o grande Templo de Salomão era o lugar do encontro com Deus na oração; no interior do Templo encontrava-se a Arca da Aliança, […] uma referência ao facto de que Deus sempre esteve no seio da história do seu povo; […] também nós devemos recordar esta história, cada qual a sua própria história: como Jesus veio ao meu encontro, como Jesus caminhou comigo, como Jesus me ama e me abençoa.

Eis que quanto tinha sido prenunciado no antigo Templo é realizado, pelo poder do Espírito Santo, na Igreja: a Igreja é a «casa de Deus», o lugar da sua presença, onde podemos encontrar o Senhor; a Igreja é o Templo onde habita o Espírito Santo que a anima, orienta e sustém. Se nos perguntarmos: onde podemos encontrar Deus? Onde podemos entrar em comunhão com Ele, através de Cristo? Onde podemos encontrar a luz do Espírito Santo que ilumina a nossa vida? A resposta é: no Povo de Deus, no meio de nós, que somos Igreja. […]

E é o Espírito Santo, com os seus dons, que define a variedade. Isto é importante: o que faz o Espírito Santo no meio de nós? Define a variedade, que é a riqueza da Igreja, e une tudo e todos, de maneira a constituir um templo espiritual, no qual não oferecemos sacrifícios materiais, mas nós mesmos, a nossa vida (cf1Ped 2,4-5). A Igreja não é um enredo de coisas e de interesses, mas o Templo do Espírito Santo, o Templo onde Deus age, o Templo do Espírito Santo, o Templo onde Deus age, o Templo onde cada um de nós, com o dom do Baptismo, é uma pedra viva. […] Todos somos necessários para construir este Templo! Ninguém é secundário! Ninguém é o mais importante na Igreja, pois aos olhos de Deus todos somos iguais. Um de vós poderia dizer: «Ouça, Senhor Papa, Vossa Santidade não é igual a nós!». Sim, sou como cada um de vós, todos nós somos iguais, somos irmãos! Ninguém é anónimo.

Boqueirão prepara festa de sua Padroeira Nossa Senhora da Conceição

A comunidade católica do povoado Boqueirão no município de Lajes Pintadas-RN, estar preparando os festejos religiosos e social de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira daquela localidade.

A programação religiosa terá início dia 29 de novembro, e o encerramento acontece dia 08 de Dezembro, com missa campal e procissão com a imagem da Padroeira.

A festa marca os 78 anos, de fundação da Capela. Tema este ano: Maria, exemplo de fé, consagrada ao serviço do senhor.
A parte sócio-cultural

Na abertura da festa dia 29 de novembro, será feito o sorteio dos prêmios da festa, referente ao ano passado, ou seja, 2012. 1- Liquidificador, 1- kit água de cheiro, 1- kit da natural. O sorteio será realizado, após a missa.


No dia 07 de Dezembro, acontece a grande noite do pavilhão, com baile e barracas. Animação ficará por conta de Pebinha dos Teclados e Forró Di Torar.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

“Não se deixem enganar pelos falsos messias”, alertou o Papa, no Ângelus

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 18-11-2013, Gaudium Press) Diante dos fiéis presentes na Praça São Pedro neste domingo, 17, o Papa Francisco, durante a oração do Ângelus, falou sobre a primeira parte de um discurso feito por Jesus, sobre o fim dos tempos.
papa_francisco.jpg
No Templo de Jerusalém, segundo o Santo Padre, Jesus afirmou que "dias virão em que, tudo o que se vê agora, não ficará pedra sobre pedra". Então, os discípulos perguntaram-lhe quando isso aconteceria e quais seriam os sinais enviados.

"Primeiro, não se deixem enganar pelos falsos Messias e não se deixem paralisar pelo medo. Segundo, vivam o tempo de espera como tempo de testemunho e de perseverança", aconselhou o Papa.
Ainda de acordo com o Pontífice, o discurso de Jesus remete-se sempre aos dias atuais, pois Ele nos diz para termos cuidado para não deixarmos nos enganar com os falsos profetas.

"Ainda hoje existem falsos ‘salvadores' que tentam substituir Jesus: líderes deste mundo, santarrões, personagens que querem atrair os corações e as mentes, especialmente os jovens. Mas, Jesus nos adverte: ‘Não os sigam'".

Continuando, o Papa Francisco disse que o Senhor nos ajuda a não termos medo diante das guerras, das revoluções, bem como das catástrofes naturais e das epidemias, pois Ele nos livra do fatalismo e das falsas visões apocalípticas.

Sobre as adversidades que encontramos, por causa da nossa Fé e da nossa adesão ao Evangelho, o Santo Padre esclareceu que elas devem ser consideradas ocasiões de testemunho, para deixarmos nos abandonar ainda mais nas mãos de Deus e no poder do seu Espírito e na sua graça.

Em seguida, dirigindo seu pensamento aos fiéis presentes, que sofrem perseguições por causa da sua Fé, o Papa convidou-os a admirar a coragem e testemunho de Jesus, alentando-os a permanecerem unidos através da oração e da solidariedade.

"Pela sua perseverança vocês salvarão suas vidas. Quanta esperança nestas palavras. Elas são um convite à esperança e à paciência, a sermos capazes de esperar os frutos seguros da salvação, confiantes no sentido profundo da vida e da história".

Concluindo, o Pontífice reiterou que a mensagem de Jesus nos faz refletir sobre o nosso presente e nos dá a força para enfrentá-lo, com coragem e esperança, na companhia de Nossa Senhora, que sempre caminha conosco. (LMI)

Evangelho Diário

Santo do dia: Apresentação de Nossa Senhora; São Gelásio I, Papa; Beata Maria de Jesus Bom Pastor, virgem
Cor litúrgica: branco
Evangelho do dia: São Mateus 12, 46-50
Primeira leitura: Zacarias 2, 14-17
Leitura da profecia de Zacarias:

14`Rejubila, alegra-te, cidade de Sião, eis que venho para habitar no meio de ti, diz o Senhor. 15Muitas naçðes se aproximarão do Senhor, naquele dia, e serão o seu povo. Habitarei no meio de ti, e saberás que o Senhor dos exércitos me enviou a ti. 16O Senhor entrará em posse de Judá, como sua porção na terra santa, e escolherá de novo Jerusalém. 17Emudeça todo mortal diante do Senhor, ele acaba de levantar-se de sua santa habitação'.
- Palavra do Senhor
- Graças a Deus
Salmo Lc 1
- A minh'alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador.
R: O Poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome

- Pois, ele viu a pequenez de sua serva, eis que agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome!
R: O Poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome

- Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos.
R: O Poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome

- Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos.
R: O Poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome

- Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.
R: O Poderoso fez por mim maravilhas e santo é o seu nome
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 12, 46-50
- Aleluia, Aleluia, Aleluia!
- Feliz quem ouve e observa a palavra de Deus! (Lc 11, 28)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus:
Naquele tempo: 46Enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. 47Alguém disse a Jesus: 'Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo.' 48Jesus perguntou àquele que tinha falado: 'Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?' 49E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: 'Eis minha mãe e meus irmãos. 50Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.'
- Palavra da Salvação
- Glória a Vós, Senhor

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

CONVITE ESPECIAL




Caríssimos visitantes e leitores deste blog, o Terço dos Homens "Mãe Rainha" da Igreja de São Francisco de Assis de Lajes Pintadas querem lhe fazer um convite!

Todas as quartas-feiras estamos nos reunindo em oração na Capela de São Francisco de Assis, por isso aproveitamos para convidar a todos os visitantes e leitores  deste blog e também de nosso Facebook para virem participar do Santo Terço hoje em nossa Capela.
Venha participar conosco, você é nosso convidado todo especial!

Horário: 19:00hs
Local: Capela de São Francisco de Assis
Rua José Ferreira Sobrinho - S/N - Centro
(próximo a Escola Estadual Virgílio Furtado)
Tel.: (084) 8856 - 7032

“Acostumados a comer o pão sujo da desonestidade e corrupção”

Maringá - Paraná (Terça-Feira, 19-11-2013, Gaudium Press) "Crianças e jovens que recebem pão sujo dos pais" é o tema do mais recente artigo de Dom Anuar Battisti, Arcebispo de Maringá, no Paraná.
Dom Anuar recordou que, na semana passada, durante a Santa Missa na Casa Santa Marta, o Papa Francisco denunciou o perigo do mundanismo e rezou pelos jovens que recebem de seus pais bens provenientes de subornos e corrupção, continuando "famintos de dignidade".

dom-anuar-battisti.jpg
Segundo o prelado, o Santo Padre condenou o perigo de viver conforme "os valores do mundo", com um estilo de vida "que é tão agradável ao diabo". "O mundanismo é o inimigo". A partir do Evangelho sobre a parábola do administrador desonesto, ressaltou que por causa deste espírito do mundo, a alma humana está contaminada a ponto dos pais transmitirem aos filhos "sujeira" e "corrupção", em vez de fazer o bem.

Na ocasião, o Pontífice disse também: "jovens cheios de presentes caros, que frequentam ambientes sofisticados, sem saber que isto é resultado de suborno e práticas desonestas. Recebem continuamente esse pão sujo, esses meninos e meninas têm fome, fome de dignidade, pois o trabalho desonesto tira a dignidade. Nem todos são assim. Muitos são aqueles que, por vezes, deixam poluir a alma e o coração pela atitude do caminho mais curto, mais cômodo para ganhar-se a vida. Deus nos mandou trazer o pão para casa com o nosso trabalho honesto. Suborno e corrupção são pecados graves".

"Mas isso, na consciência geral, é conhecido. O que se subestima é que esses pecados são como drogas, porque, talvez comece com um pequeno suborno, e isso cria uma dependência que leva ao abuso e à morte da dignidade e da alma. Mesmo o administrador do Evangelho, representante de muitos administradores mencionados acima, trouxe para casa o pão", acrescentou o Papa, na época.

Ainda de acordo com o Santo Padre "o próprio Cristo nos exorta a sermos ‘astutos como as serpentes mas simples como as pombas'. Colocar junto estas duas dimensões é uma graça do Espírito Santo, que bem como todas as graças, é um dom que devemos pedir ao Senhor".
"Estas pobres pessoas que perderam a dignidade na prática de subornos não levam consigo o dinheiro que ganham, mas a falta de dignidade. Rezemos por elas", finalizou o Papa.

Concluindo, Dom Anuar afirmou que em sintonia com esta reflexão do Papa Francisco, ele reza e pensa em tantos jovens e crianças que vivem uma vida fora do mundo real, alienados pela realidade dura e complicada de ganhar o pão de cada dia com o suor do próprio rosto.

"Sentir na própria pele o que significa viver com um ou dois salários mínimos. Acostumados a comer o pão sujo da desonestidade e corrupção, não percebem que estão perdendo a dignidade. Que mundo é esse sem amor e dignidade?". (FB)

A humildade de São Cura d’Ars

São Cura d’Ars

Há quem diga que o reconhecimento das qualidades e virtudes de alguém nem sempre existe por parte daqueles que convivem com tal pessoa. E este fato não é tão difícil de constatar; eis aqui um exemplo muito expressivo, no relacionamento entre dois “colegas”, sendo um deles canonizado pela Santa Igreja e apresentado como Padroeiro dos Sacerdotes: São Cura d’Ars. Esta narração encontra-se no Tesouro de Exemplos, obra de autoria do Padre Francisco Alves (1).

Conta-nos a história que certa vez o Cura d´Ars, enquanto vigário, recebeu uma carta de outro Sacerdote, na qual lastimava que este santo, com tão poucos conhecimentos teológicos, atendesse confissões.

Tal observação, feita não sem brutalidade, talvez comportasse alguma veracidade, visto que nosso santo Sacerdote não era dos mais favorecidos no campo intelectual. Por isto mesmo é que fora indicado para tomar conta de uma Paróquia sem muito prestígio; na verdade, uma das mais modestas da França: Ars.

Ninguém questionará a adequação e utilidade, para a própria vida espiritual e o apostolado, de se ter conhecimentos teológicos amplos e aprofundados. Tanto assim, que a própria Santa Madre Igreja, além de ordenar que estudemos a Doutrina Cristã, celebra muitos Santos, não somente por sua santidade, como também por sua sabedoria teológica. Exemplo luminar da teologia católica celebrado pela Igreja: São Tomás de Aquino.

São Tomás de Aquino
No entanto, mais do que ter altos conhecimentos teológicos, deve-se ter virtude e humildade. E justamente isto, na história de nosso Santo Cura d’Ars, é o que se pode contemplar. Vejamos a resposta do Santo à carta insolente.

- “Quanta razão tenho de amar-vos, meu caríssimo e reverendíssimo colega! Vós sois o único que me conhece. Já que sois tão bom e caridoso, interessando-vos pela minha pobre alma, ajudai-me a obter a graça, que peço sempre, de ser substituído no cargo, de que sou indigno pela minha ignorância, a fim de retirar-me a um canto e chorar a minha pobre vida”.

Virgem da Humildade – Por Lorenzo Monaco – Museu Louvre, Paris

Esta resposta, caro leitor, nos enche a alma: quanta humildade, quando desapego de si, quanta compreensão da grandeza da vocação sacerdotal e, ao mesmo tempo, noção de sua indignidade no exercício da missão!
Estimado leitor, rezemos para que Nossa Senhora da Humildade nos dê a graça de admirarmos e encantarmo-nos com exemplos como este, de humildade e virtude, que a história dos Santos nos dá; e de recusarmos categoricamente as manifestações de orgulho que pululam no mundo hodierno, nos instigando a imitá-las e tentando-nos para as vias do pecado.

Por Adilson Costa da Costa
______________________